10 ACABAMENTOS GRÁFICOS QUE VOCÊ PRECISA CONHECER E SABER USAR.

10 ACABAMENTOS GRÁFICOS QUE VOCÊ PRECISA CONHECER E SABER USAR.

Existem alguns detalhes que ajudam você na hora de escolher os acabamentos gráficos, conforme o objetivo que você deseja e precisa alcançar. Constantemente, novos acabamentos são lançados no mercado, novas tecnologias, mas existem alguns mais usuais que você precisa conhecer e saber usar.

Muitas vezes, os acabamentos gráficos tornam o impresso mais bonito, mais elaborado, sofisticado e valoriza a marca e o produto.

  • 1. Refile– O acabamento gráfico mais comum é o refile, também chamado de corte. Ele é utilizado para deixar o impresso em seu formato final, por meio de cortes lineares. Por isso, normalmente ,se pede que o designer faça as linhas de corte, para facilitar o refile. Esse acabamento é usado em diversos impressos com formatos retos, como folders, panfletos, cartazes e cartões de visita.
  • 2. Dobra– A dobra pode se automatizada  e feita em folders, catálogos, revistas, livros e outros materiais. A gramatura de papel ideal para a técnica é a mais baixa, em torno de 150g, facilitando a dobra. Em papéis mais grossos, como o papelão, é necessário vincar o impresso para que ele não “quebre” ao ser dobrado.
  • 3. Vinco– A marcação feita no papel para facilitar a dobra é chamada de vinco. Como dissemos anteriormente, o vinco é feito em papeis de gramatura mais alta. Esse acabamento gráfico é de baixo custo e, geralmente, é encontrado em folders, cartões e convites.
  • 4. Verniz Total– O verniz é usado para proteger e dar mais brilho ao material. Uma tinta de alto brilho é aplicada no papel, durante a impressão. No caso do verniz total, ele vai ser aplicado em todo o papel. Pode ser feito somente nas capas e/ou internamente. Ele pode ser usado também em materiais que possuem grande áreas em preto, para que não fiquem marcas de dedo no papel. O verniz total também é popularmente chamado de UV total.
  • 5. Verniz Localizado– No caso do verniz localizado, essa tinta de alto brilho vai ser aplicada somente em determinados locais do impresso. O designer irá encaminhar o que chamamos de “máscaras” nos locais que ele pretende destacar com o verniz. Normalmente, a aplicação é feita manualmente, após a impressão e é um processo que encarece o valor final do produto. Mas, em compensação, torna o material mais nobre e sofisticado. O verniz localizado é popularmente chamado de UV local.
  • 6. Laminação– A laminação é usada para proteger e proporcionar refinamento maior à impressão. É uma película plástica que, aplicada sobre o papel, pode deixar o material fosco ou brilhante, dependendo da sua escolha. A laminação fosca deixa o material opaco e com textura aveludada, já a laminação brilhante, realça as cores do impresso. Você também aumentará um pouco o custo final, mas o material terá mais resistência e durabilidade, além de deixar o impresso bonito e sofisticado. A laminação é, geralmente, aplicada em capas de livros, cartões de visita, catálogos, pastas, entre outros.
  • 7. Relevo– Para fazer um relevo, a gramatura do papel deverá ser mais alta (acima de 180g). Os relevos podem ser altos ou baixos, variando conforme em que direção o papel será pressionado. É feito após a impressão e dá destaque a um determinado elemento que você deseja exaltar, como uma logo, um detalhe de uma imagem, algo assim. Ele proporciona uma textura diferente ao impresso e também enobrece o resultado final. Também encarece mais o valor. O relevo pode ser feito de duas formas: com tinta (Relevo Americano) ou sem tinta (Relevo Seco). Muito usado em convites de casamentos e cartões de visitas mais clássicos.
  • 8. Hot stamping– Essa é uma técnica usada para proporcionar efeito metálicos às impressões, como por exemplo deixar um detalhe prateado ou dourado. Normalmente também aplicado em logos, fios, detalhes que você deseja destacar e iluminar. Conhecida por gravação “a quente”, o calor pressiona uma fita metálica sobre o impresso e transfere essa textura ao papel. Muito usado em cartões de visita, convites de casamento, catálogos, folders, livros e revistas.
  • 9. Bordas arredondadas– Este acabamento gráfico deixa as bordas do impresso arredondadas e confere um diferencial ao seu material. É simples e barato. Os cortes são feitos pela pressão da máquina no impresso, que pode ser manual ou automática. Cria um efeito visual interessante, e você ainda pode escolher quantas quinas deseja arredondar.
  • 10. Faca especial– A faca especial é um corte que sai do usual. Os formatos podem ser os mais criativos possíveis e tudo depende do objetivo que o designer deseja. Pode ser que ele queira fazer uma janela na capa do folder, ou fazer o material todo redondo. Muitas são as possibilidades. É um recurso que deve ser orçado à parte e pode encarecer bastante o valor final. Mas, com certeza, causará impacto.

Agora que você já conhece todas as possibilidades de acabamentos gráficos, faça uso da melhor maneira posssível, Nós aqui da Gráfica Monalisa também podemos te ajudar, caso voce queira algumas dicas. Basta solicitar o atendimento de um dos nossos consultores.

Share this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *